Testemunhar ao mundo que Jesus é o Messias

 

VI SEMANA DA PÁSCOA

 

Oração do diaÓ Deus, que fizestes o vosso povo participar da vossa redenção, concedei que nos alegremos constantemente com a ressurreição do Senhor. Que convosco vive e reina, na unidade do Espírito Santo.

 

Leitura (Atos 18,1-8)

Depois disso, saindo de Atenas, Paulo dirigiu-se a Corinto.
Encontrou ali um judeu chamado Áquila, natural do Ponto, e sua mulher Priscila. Eles pouco antes haviam chegado da Itália, por Cláudio ter decretado que todos os judeus saíssem de Roma. Paulo uniu-se a eles.
Como exercessem o mesmo ofício, morava e trabalhava com eles. (Eram fabricantes de tendas.)
Todos os sábados ele falava na sinagoga e procurava convencer os judeus e os gregos.
Quando Silas e Timóteo chegaram da Macedônia, Paulo dedicou-se inteiramente à pregação da palavra, dando aos judeus testemunho de que Jesus era o Messias.
Mas como esses contradissessem e o injuriassem, ele, sacudindo as vestes, disse-lhes: “O vosso sangue caia sobre a vossa cabeça! Tenho as mãos inocentes. Desde agora vou para o meio dos gentios”.
Saindo dali, entrou em casa de um prosélito, chamado Tício Justo, cuja casa era contígua à sinagoga.
Entretanto Crispo, o chefe da sinagoga, acreditou no Senhor com todos os da sua casa. Sabendo disso, muitos dos coríntios, ouvintes de Paulo, acreditaram e foram batizados.
Palavra do Senhor.
Salmo – 97/98
O Senhor fez conhecer seu poder salvador
perante as nações.

Cantai ao Senhor Deus um canto novo,
porque ele fez prodígios!
Sua mão e o seu braço forte e santo
alcançaram-lhe a vitória.

O Senhor fez conhecer a salvação
e, às nações, sua justiça;
recordou o seu amor sempre fiel
pela casa de Israel.

Os confins do universo contemplaram
a salvação do nosso Deus.
Aclamai o Senhor Deus, ó terá inteira,
alegrai-vos e exultai!

 

 

 

Evangelho (João 16,16-20)

Aleluia, aleluia, aleluia.
Eu não vos deixarei órfãos: eu irei, mas voltarei, e o vosso coração muito há de se alegrar (Jo 14,18).
Jesus disse: “Ainda um pouco de tempo, e já me não vereis; e depois mais um pouco de tempo, e me tornareis a ver, porque vou para junto do Pai”.
Nisso alguns dos seus discípulos perguntavam uns aos outros: “Que é isso que ele nos diz: ‘Ainda um pouco de tempo, e não me vereis; e depois mais um pouco de tempo, e me tornareis a ver?’ E que significa também: ‘Eu vou para o Pai?’”
Diziam então: “Que significa este pouco de tempo de que fala? Não sabemos o que ele quer dizer”.
Jesus notou que lho queriam perguntar e disse-lhes: “Perguntais uns aos outros acerca do que eu disse: ‘Ainda um pouco de tempo, e não me vereis; e depois mais um pouco de tempo, e me tornareis a ver’.
20 Em verdade, em verdade vos digo: haveis de lamentar e chorar, mas o mundo se há de alegrar. E haveis de estar tristes, mas a vossa tristeza se há de transformar em alegria”.
Palavra da Salvação.
Testemunhar ao mundo que Jesus é o Messias
Mesmo em meio a muitas e muitas dúvidas acerca dos mistérios da presença de Cristo Jesus em nosso viver, precisamos aproveitar todo tempo possível para com Ele aprendermos ainda mais a missão de espalhar e expandir o anúncio do Reino de Deus. Sabemos que Jesus logo retornará ao Pai, para reafirmar todos os planos da nossa salvação. Entretanto, mesmo que um pouco desanimados, sem mais sua presença física, Ele continua a nos revigorar com a certeza de que seu Espírito Santo de vida, amor e cuidado será a continuidade de sua presença em nossa existência, daí Ele nos dizer que mesmo voltando ao Pai, nós, seus discípulos, logo o veremos e teremos a graça de com Ele(em Espírito), continuar o anúncio do Reino da vida.
Por isso, e por todo amor a nós doado, não percamos mais tempo algum e ou oportunidade nenhuma de assim como Paulo anunciar com o nosso testemunho diário de que Jesus Cristo é sim o Messias vindo do Pai, nosso irmão e salvador.
Boa quinta-feira para todos nós testemunhos do Cristo vivo.
Por: Anderson Dias
Oração
Pai, que o meu testemunho de vida cristã seja tal, que as pessoas possam “ver” Jesus nas minhas palavras e nos meus gestos de amor ao próximo.

Motivados pelo Espírito da vida nova

VI SEMANA DA PÁSCOA 

Oração do diaÓ Deus, que o vosso povo sempre exulte pela sua renovação espiritual. alegrando-nos hoje porque adotados de novo como filhos de Deus, esperemos confiantes e alegres o dia da ressurreição. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Leitura (Atos 16,22-34)

O povo insurgiu-se contra eles. Os magistrados mandaram arrancar-lhes as vestes para açoitá-los com varas.
Depois de lhes terem feito muitas chagas, meteram-nos na prisão, mandando ao carcereiro que os guardasse com segurança.
Este, conforme a ordem recebida, meteu-os na prisão inferior e prendeu-lhes os pés ao cepo.
Pela meia-noite, Paulo e Silas rezavam e cantavam um hino a Deus, e os prisioneiros os escutavam.
Subitamente, sentiu-se um terremoto tão grande que se abalaram até os fundamentos do cárcere. Abriram-se logo todas as portas e soltaram-se as algemas de todos.
Acordou o carcereiro e, vendo abertas as portas do cárcere, supôs que os presos haviam fugido. Tirou da espada e queria matar-se.
Mas Paulo bradou em alta voz: “Não te faças nenhum mal, pois estamos todos aqui”.
Então o carcereiro pediu luz, entrou e lançou-se trêmulo aos pés de Paulo e Silas.
Depois os conduziu para fora e perguntou-lhes: “Senhores, que devo fazer para me salvar?”
Disseram-lhe: “Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua família”.
Anunciaram-lhe a palavra de Deus, a ele e a todos os que estavam em sua casa.
Então, naquela mesma hora da noite, ele cuidou deles e lavou-lhes as chagas. Imediatamente foi batizado, ele e toda a sua família.
Em seguida, ele os fez subir para sua casa, pôs-lhes a mesa e alegrou-se com toda a sua casa por haver crido em Deus.
Palavra do Senhor.
Salmo – 137/138
Ó Senhor, me estendeis o vosso braço e me ajudais.

Ó Senhor, de coração eu vos dou graças,
porque ouvistes as palavras dos meus lábios1
Perante os vossos anjos vou cantar-vos
e ante o vosso templo vou prostrar-me.

Eu agradeço vosso amor, vossa verdade,
porque fizestes muito mais que prometestes;
naquele dia em que gritei, vós me escutastes
e aumentastes o vigor da minha alma.

Estendereis o vosso braço em meu auxílio
e havereis de me salvar com vossa destra.
Completai em mim a obra começada;
ó Senhor, vossa bondade é para sempre!
eu vos peço: não deixeis inacabada
esta obra que fizeram vossas mãos.

Evangelho (João 16,5-11)

Aleluia, aleluia, aleluia.
Eu hei de enviar-vos o Espírito da verdade; ele vos conduzirá a toda a verdade (Jo 16,7.13).
Disse Jesus: “Agora vou para aquele que me enviou, e ninguém de vós me pergunta: ‘Para onde vais?’
Mas porque vos falei assim, a tristeza encheu o vosso coração.
Entretanto, digo-vos a verdade: convém a vós que eu vá! Porque, se eu não for, o Paráclito não virá a vós; mas se eu for, vo-lo enviarei.
E, quando ele vier, convencerá o mundo a respeito do pecado, da justiça e do juízo.
Convencerá o mundo a respeito do pecado, que consiste em não crer em mim.
Ele o convencerá a respeito da justiça, porque eu me vou para junto do meu Pai e vós já não me vereis;
ele o convencerá a respeito do juízo, que consiste em que o príncipe deste mundo já está julgado e condenado”.
Palavra da Salvação.
Motivados pelo Espírito da vida nova
É chegado já bem próximo um novo tempo. Um tempo de vivermos a graça da ressurreição não mais buscando sentir a luzes de vida nova advindas do túmulo vazio. É chegado a hora de nos prepararmos ainda mais para reafirmar nossa fé em Cristo Jesus e em seu plano de salvação. Para isso, precisamos reconhecer que devemos assumir nossa missão de testemunhas e continuadores do projeto de vida plena começado por Jesus. Ele por sua vez, se prepara para retornar em glória ao Pai, mas em Espírito de vida concreta continuará a nos guiar, a ser nosso defensor. Por isso, sejamos mais firmes na fé, pois para continuarmos nossa missão não precisamos querer ver Cristo em carne e osso para dizer que cremos, pois por vê-lo aos olhos da nossa fé, seguiremos sim sua proposta de vida.
Portanto, deixemos que o Espírito Santo de Deus nos ilumine na justiça, no amor, na fraternidade, na confiança e na misericórdia para não rejeitarmos Jesus. Busquemos assumir verdadeiramente nossa missão de vida em Cristo e nos lancemos no colo acolhedor do Espírito de vida e de dons que nos motivará a fortalecer e amadurecer nossa fé para que entendamos mais e mais o real sentido do processo salvífico de vida, morte e ressurreição que Jesus nos deixou para bem vivermos nossa fé aqui e agora.
Boa terça-feira missionários do ressuscitado.
Por: Anderson Dias
Oração
Pai, concede-me o Espírito que me dá forças para enfrentar e vencer o mundo, e manter-me fiel a teu Filho Jesus.

Aprender a ver Jesus Cristo caminho, verdade e vida.

 

SANTOS FILIPE E TIAGO

 

Oração do dia

Ó Deus, vós nos alegrais cada ano com a festa dos apóstolos são Filipe e são Tiago. Concedei-nos, por suas preces, participar de tal modo da paixão e ressurreição do vosso filho, que vejamos eternamente a vossa face. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Leitura (1 Coríntios 15,1-8)
Eu vos lembro, irmãos, o Evangelho que vos preguei, e que tendes acolhido, no qual estais firmes. Por ele sereis salvos, se o conservardes como vo-lo preguei. De outra forma, em vão teríeis abraçado a fé.
Eu vos transmiti primeiramente o que eu mesmo havia recebido: que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras; foi sepultado, e ressurgiu ao terceiro dia, segundo as Escrituras; apareceu a Cefas, e em seguida aos Doze.
Depois apareceu a mais de quinhentos irmãos de uma vez, dos quais a maior parte ainda vive (e alguns já são mortos); depois apareceu a Tiago, em seguida a todos os apóstolos.
E, por último de todos, apareceu também a mim, como a um abortivo.
Palavra do Senhor.

Salmo – 18/19A

Seu som ressoa e se espalha em toda a terra.

Os céus proclamam a glória do Senhor,
e o firmamento, a obra de suas mãos;
o dia ao dia transmite esta mensagem,
a noite à noite publica esta notícia.

Não são discursos nem frases ou palavras,
nem são vozes que possam ser ouvidas;
seu som ressoa e se espalha em toda a terra,
chega aos confins do universo a sua voz.

 

Evangelho (João 14,6-14)

Aleluia, aleluia, aleluia.
Sou o caminho, a verdade e a vida, diz Jesus; Filipe, quem me vê, igualmente vê meu Pai! (Jo 14,6.9)
Naquele tempo, Jesus lhe respondeu: “Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim. Se me conhecêsseis, também certamente conheceríeis meu Pai; desde agora já o conheceis, pois o tendes visto”.
Disse-lhe Filipe: “Senhor, mostra-nos o Pai e isso nos basta”.
Respondeu Jesus: “Há tanto tempo que estou convosco e não me conheceste, Filipe! Aquele que me viu, viu também o Pai. Como, pois, dizes: ´Mostra-nos o Pai´.
Não credes que estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que vos digo não as digo de mim mesmo; mas o Pai, que permanece em mim, é que realiza as suas próprias obras.
Crede-me: estou no Pai, e o Pai em mim. Crede-o ao menos por causa destas obras.
Em verdade, em verdade vos digo: aquele que crê em mim fará também as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas, porque vou para junto do Pai.
E tudo o que pedirdes ao Pai em meu nome, vo-lo farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. Qualquer coisa que me pedirdes em meu nome, vo-lo farei”.
Palavra da Salvação.
Aprender a ver Jesus Cristo caminho, verdade e vida.
A liturgia nos convida a reconhecer agora e sempre que a nossa salvação, que começa aqui e agora depende primordialmente do nosso acolher em ouvir, aprender e dar testemunho do Evangelho da vida que nos alimenta e revigora. Assim, através da nossa vida de fé e ação conseguiremos alcançar a proposta do salmo 18 de fazer ressoar cada vez mais forte e por todos os cantos do mundo o som do anúncio do Reino de Deus.
Ligados de forma mais íntima e consciente com o evangelho palavra e tornando ele em evangelho vivo em nosso cotidiano, encontraremos logo a pessoa de Jesus Cristo, que é Filho, que é Pai. Precisamos querer aprender a conhecer cada vez mais e mais o viver de Cristo como caminho para nosso caminhar, o iluminar de Cristo, como luz de nossa missão, a sabedoria de Cristo baseada na misericórdia da verdade que nos ensina a sermos verdadeiros sem deixarmos de ser misericordiosos e por fim a vida de Cristo como exemplo de doação de vida para promoção de tantas e tantas vidas novas ou não que podemos conquistar através de nosso testemunho de vida transbordada de Cristo Jesus caminho, verdade e vida.
Comentário por: Anderson Dias
Oração
Espírito de discernimento ilumina minha mente e meu coração para que eu possa reconhecer o Pai na contemplação do Filho Jesus.

Ficai em mim e eu em vós ficarei, diz Jesus; quem em mim permanece há de dar muito fruto (Jo 15,4s).

SANTO ATANÁSIO BISPO E DOUTOR 

 

Oração do diaDeus eterno e todo-poderoso, que nos destes em santo Atanásio um exímio defensor da divindade de vosso Filho, concedei-nos, por sua doutrina e proteção, crescer continuamente no vosso conhecimento e no vosso amor. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Leitura (Atos 15,1-6)
Alguns homens, descendo da Judéia, puseram-se a ensinar aos irmãos o seguinte: “Se não vos circuncidais, segundo o rito de Moisés, não podeis ser salvos”.
Originou-se então grande discussão de Paulo e Barnabé com eles, e resolveu-se que estes dois, com alguns outros irmãos, fossem tratar desta questão com os apóstolos e os anciãos em Jerusalém.
Acompanhados (algum tempo) dos membros da comunidade, tomaram o caminho que atravessa a Fenícia e Samaria. Contaram a todos os irmãos a conversão dos gentios, o que causou a todos grande alegria.
Chegando a Jerusalém, foram recebidos pela comunidade, pelos apóstolos e anciãos, a quem contaram tudo o que Deus tinha feito com eles.
Mas levantaram-se alguns que antes de ter abraçado a fé eram da seita dos fariseus, dizendo que era necessário circuncidar os pagãos e impor-lhes a observância da Lei de Moisés.
Reuniram-se os apóstolos e os anciãos para tratar desta questão.
Palavra do Senhor.
Salmo – 121/122
Que alegria quando ouvi que me disseram:
“Vamos à casa do Senhor!”


Que alegria quando ouvi que me disseram:
“Vamos à casa do Senhor!”
E agora nossos pés já se detêm,
Jerusalém, em tuas portas.Jerusalém, cidade bem edificada
num conjunto harmonioso;
para lá sobem as tribos de Israel,
as tribos do Senhor.

Para louvar, segundo a lei de Israel,
o nome do Senhor.
A sede da justiça lá está
e o trono de Davi.

 

Evangelho (João 15,1-8)

Disse Jesus: “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que não der fruto em mim, ele o cortará; e podará todo o que der fruto, para que produza mais fruto.
Vós já estais puros pela palavra que vos tenho anunciado.
Permanecei em mim e eu permanecerei em vós. O ramo não pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Assim também vós: não podeis tampouco dar fruto, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira; vós, os ramos. Quem permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.
Se alguém não permanecer em mim será lançado fora, como o ramo. Ele secará e hão de ajuntá-lo e lançá-lo ao fogo, e queimar-se-á. Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis tudo o que quiserdes e vos será feito.
Nisto é glorificado meu Pai, para que deis muito fruto e vos torneis meus discípulos”.
Palavra da Salvação.

Descobrir e viver nossa raiz e íntima ligação com a videira da vida.
Jesus de maneira simples mostra como deve ser a vida de todos(as) aqueles(as) que descobrem em seu íntimo que sua vida humana não pode está desligada da presença e experiência divina de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. O sentido real da nossa vida só se verá verdadeiramente pleno se a cada dia mais nos deixarmos ser ramos da videira da vida eterna e seguir as leis de Deus Pai, o agricultor que nunca se cansa de querer promover em nós vida nova, enraizada no amor, na justiça, sabedoria, serviço e misericórdia.
Nesse sentido, enquanto discípulos do Reino da Vida da atualidade precisamos hoje e sempre fincar nossas raízes da fé e missão na terra fértil da Palavra da Deus, nos reconhecendo como parte especial da videira verdadeira em Jesus Cristo. Assim, unidos ao Pai agricultor, e ao Filho videira, só frutificaremos a cada amanhecer em mais e mais vida, que transbordada em alegria e testemunho contagiará a outros tantos a reconhecerem o quanto podemos ser muitos mais felizes ligados à fonte da seiva da vida eterna nos dada de presente em Cristo Jesus. “Nisto é glorificado meu Pai, para que deis muito fruto e vos tornei meus discípulos”(João 15, 8).

Por: Anderson Dias 

Oração
Pai, reforça minha união com teu Filho Jesus, de quem dependo para produzir os frutos que esperas de mim.